sábado, 4 de abril de 2009

O Ultimo Suspiro do Amor







Será que o meu próximo amanhecer
Existirá sem você?
A noite chega; e já não sei mais...

Sou tão pequena em
Um mundo tão grande...
E desconhecido!

Posso ate chegar ao ponto de sentir...
No fim do mundo
mas não me deixe desistir
e perder a minha esperança.

Se meus sonhos vão te procurar
Se meus passos vão te alcançar...
Não sei apenas tento...

A chuva se fez escada no abismo
É a saída do amor no labirinto
Amo nos dar lugar de luar no paraíso
E brilhar a caminho do último suspiro...

Folha em branco, vida vazia.
Silêncio ensurdecedor
Dor... solidão
Sem palavras de amor

Não sei, onde estou,
Nem sei, aonde ir,
Mas você não está comigo,
Pois você não existe mais,
Foi só um sonho,
Que vai durar até o último suspiro.

Olho para as estrelas
Tentando encontrar algo que me der sentido,
Me encontro no vazio em plena solidão.

E ao fim de tudo ainda tentei...
Tentei em um ultimo suspiro,
Dar um sentido ao meu viver!

Dizendo apenas algo:

“Sempre amei você...!”

Um comentário:

Fernanda Mathieu disse...

Uma cabeça feminina capaz de criar uma partitura poética diferente de todas as outras. Palavras suáveis, e um gostinho amargo de saudade.